seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Justiça pede parecer de consultoria sobre impacto de arresto na Varig

A administradora judicial da Varig, a consultoria Deloitte, informou nesta terça-feira que elabora um parecer sobre o impacto da liminar da Justiça do Trabalho do Rio que determinou o bloqueio do depósito de US$ 75 milhões feito pela VarigLog para a ex-controladora. O parecer foi um pedido da 8ª Vara Empresarial do Rio, responsável pela recuperação judicial de parte da companhia aérea. A Deloitte informou, no entanto, que não há um prazo de tempo definido para a conclusão do parecer. Novas ações Enquanto isso, o diretor do Sindicato Municipal dos Aeroviários do Rio de Janeiro (Simarj), Luiz Braga, afirmou que a entidade estuda entrar com novas ações judiciais para tentar bloquear novos aportes de dinheiro da VarigLog na Varig. Segundo Braga, poderá haver um novo pedido de liminar para bloquear outros US$ 75 milhões que estão previstos para serem depositados na Varig em torno de 30 dias, conforme previsto no plano de investimentos da VarigLog. Inicialmente, as rescisões trabalhistas da Varig, para pagar as demissões de 5.500 funcionários, estavam estimadas em R$ 170 milhões. No entanto, o Sindicato Nacional dos Aeronautas informou que a empresa teria comunicado na semana passada que as rescisões seriam de R$ 253 milhões e os salários atrasados estariam em torno de R$ 106 milhões. Braga participa na tarde desta terça-feira de uma reunião no Ministério Público do Trabalho, no centro do Rio, com a participação de advogados da Varig, da VarigLog e demais sindicalistas do setor aéreo. O encontro está debatendo a situação dos trabalhadores e como serão honradas as rescisões e os salários atrasados.

Agencia Estado,

01 de agosto de 2006 | 15h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.