Justiça suspende criação do maior banco do mundo

Um Tribunal de Tóquio bloqueou ontem, provisoriamente, as negociações que criariam o maior banco do mundo, após a fusão do UFJ Holdings e o do Mitsubish Tokyo Financial Group (MTFG). A decisão, rara na Justiça japonesa, é decorrente da ação iniciada pelo grupo financeiro Suminoto Trust and Banking, que é contra a fusão dos concorrentes. O segundo e o quarto maiores bancos mundiais planejam se unir até setembro de 2005, criando um grupo que teria ativos de aproximadamente US$ 1,7 trilhão. O Suminoto alega que o UFJ descumpriu um acordo fechado em maio para a fusão de suas filiais fiduciárias (bancos que fornecem empréstimos às indústrias e que administram poupanças). O UJF já informou que vai recorrer da decisão.Muitos analistas ainda acreditam na fusão. "Essa é nossa aposta", disse o estrategista para o Japão do Barclays Capital, John Richards.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.