Justiça suspende em definitivo a falência das lojas Arapuã

A 8° Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo acolheu por unanimidade recurso das lojas Arapuã e derrubou sentença do juiz da 6° Vara Civel que, em agosto do ano passado, havia decretado a falência da empresa.O decreto de falência estava suspenso desde 2 de agosto, em razão de liminar concedida pelo Tribunal, que agora se torna definitiva.A Arapuã tem 88 lojas na região Sudeste e Nordeste, e emprega 1.500 pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.