Jutahy pede demissão de Berzoini por desrespeito aos idosos

O líder do PSDB na Câmara, Jutahy Júnior (BA), ocupou hoje a tribuna da Câmara para pedir a demissão do ministro da Previdência, Ricardo Berzoini. O líder afirmou que o ministro "não tem condições políticas, morais e sociais para continar na Previdência". Segundo Jutahy, o ministro demonstrou despreparo ao exigir que os idosos com idade superior a 90 anos fossem a uma agência do INSS para se recadastrar com a presunção de que o aposentado está fraudando a Previdência. "É um abuso, uma falta de respeito ao ser humano e ao idoso em particular", disse. O líder argumentou ainda que Berzoini não tem noção do desrespeito que foi feito aos idosos e não tem dimensão da portaria que publicou. Na sua opinião, o ministro foi arrogante ao dizer que não havia razão para pedir desculpas aos velhinhos e definiu-o como um homem insensível, dissonante da realidade. "A única atitude digna do governo é a demissão do ministro", afirmou. O recadastramento, conforme o líder, pode ser feito de outra formas, com assistentes sociais indo à casa do aposentado. Segundo ele, a arrogância do ministro chegou ao ponto de, pelo fato de apenas um terço ter se recadastrado, presumir que dois terços estão fraudando a Previdência. Citou ainda o artigo 96, do Estatuto do Idoso, que estabelece que é crime desdenhar, humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa idosa por qualquer motivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.