seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Kaiser não confirma venda à Molson por US$ 1 bilhão

A Kaiser divulgou nota oficial hoje afirmando que está aberta a novas oportunidades de negócios,mas que ainda não fechou acordo com nenhum dos grupos interessados na sua compra. Os acionistas da cervejaria, a terceira em fatia de mercado no País depois de Skol e Brahma, ambas marcas da AmBev, procurou, dessa forma diplomática, fugirda pressão sobre a resposta em relação à proposta da canadense Molson no valor de US$ 1 bilhão, de acordo com um de seus controladores.A Kaiser não negou que está aberta a negociações, mas evitou confirmar a proposta recebida e que está em fase de avaliação. O mesmo procedimento, só que mais enfático, foi usado pela Molson, cujo principal executivo financeiro, RobertCoallier, teria dito à agência de notícias Reuters desconhecer o negócio: "Só posso dizer que nós não adquirimos esta empresa."De fato, o negócio ainda não foi formalizado, pois há uma intrincada discussão sobre a distribuição dos produtos. Hoje a participação de 17% da Coca-Cola na Kaiser faz com que acerveja esteja presente onde o refrigerante está. Por sua vez, a Molson, ao comprar a Bavaria da AmBev, ganhou o direito de ser distribuída pela fabricante de Skol, Brahma e Antarctica porcinco anos - portanto faltam três, num mercado em que a distribuição é um dos principais ativos.

Agencia Estado,

04 de março de 2002 | 22h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.