Kaiser vai promover Santa Cerva no carnaval

A Santa Cerva, cerveja pilsen fabricada pela Kaiser, vai usar o carnaval carioca como trampolim para dobrar sua participação no mercado local. Lançada há seis meses no Rio de Janeiro, a cerveja já detém 3,5% de market-share, e a meta até o final do ano é chegar a 7% das vendas do segmento.O gerente de marketing da Kaiser, André Gomes, reconhece que as festas de fevereiro são uma grande oportunidade do ponto de vista da propaganda da marca. "A cerveja será a oficial no sambódromo carioca. O carnaval será uma ótima oportunidade para a Santa Cerva mostrar sua cara no Rio", comentou. Gomes não quis quantificar a verba que será destinada para a campanha, mas destacou que a companhia irá investir R$ 180 milhões neste ano, ante os R$ 140 milhões desembolsados em 2001.Foco no BrasilAlém do carnaval, a empresa também tem planos, ainda não detalhados, para a Copa do Mundo. O gerente de marketing revelou que a Kaiser comprou um pacote fechado no canal a cabo Sportv. Sem dar mais detalhes, o gerente garantiu que a cervejaria está apostando no Brasil e que outras "dezenas" de atividades de marketing estão sendo estudadas.A Kaiser, ao contrário da AmBev, que segue seu plano de internacionalização, tem como alvo o mercado brasileiro. "O foco é crescer no Brasil", afirmou o diretor-superintendente Augusto Parada. Terceira maior fabricante de cerveja do País, detentora de 14,8% do segmento, a Kaiser projeta para 2002 abocanhar 16%, e, dentro de quatro anos, conquistar a vice-liderança. O raciocínio é claro: 1% de participação no Brasil é equivalente a 100% do mercado uruguaio; 50% do paraguaio; 20% do chileno e a 10% do mercado peruano. "Esse é o pano de fundo que traz os negócios da Kaiser para o Brasil, e é nesse mercado que queremos crescer", reforçou Parada.Meta é bater recordeO faturamento da companhia no ano passado totalizou R$ 1,6 bilhão, 19% superior ao obtido em 2000. O recorde em vendas alcançado em 2001 deve ser ampliado neste ano. Para 2002 a estimativa é superar a casa dos R$ 2 bilhões. As vendas em volume subiram 6% no ano passado, taxa superior à média de 2,5% do mercado brasileiro de cervejas divulgada pelo Sindicato Nacional da Indústria de Cervejas (Sindicerv). A Kaiser possui oito unidades fabris espalhadas pelo País e tem como principais mercados São Paulo, com 27,4%; Curitiba, 45,2%; Aracaju, 26,9%; Santos (litoral de SP), 26,8%; Rio Grande do Sul, 18,1%; e Paraná e em Santa Catarina, com uma participação de 20,5%. Os dados são de outubro, medidos pela AC Nielsen. A empresa conta hoje com 500 mil pontos-de-venda no País e tem distribuição pelo sistema Kaiser/Coca-Cola. A cervejaria produz as marcas Kaiser Pilsen, Kaiser Gold, Kaiser Bock, Kaiser Summer, Heineken, Xingu e Santa Cerva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.