André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Kátia Abreu defende subsídios agrícolas e diz que Guedes é ameaça ao setor

Na avaliação da senadora, as subvenções servem para garantir condições de concorrência do produto brasileiro no mercado internacional e para compensar pelos problemas de infraestrutura do País

Gregory Prudenciano, O Estado de S.Paulo

21 de fevereiro de 2019 | 17h54

A senadora Kátia Abreu (PDT-TO), ex-ministra da Agricultura, defendeu as subvenções à agropecuária brasileira e criticou os planos do ministro da Economia, Paulo Guedes, de cortar recursos para esse fim. Segundo Kátia Abreu, Guedes está "ameaçando" o setor. A senadora se pronunciou por meio de um vídeo postado em sua conta no Twitter.

"Protocolei requerimento importante para que possamos discutir sobre o crédito rural e a subvenção agrícola", disse Kátia. "Está havendo uma ameaça do ministro da Economia, Paulo Guedes, que quer mudar toda essa situação e cortar (as subvenções) pela metade", contou. Segundo ela, a medida, se efetivada, seria um "desastre".

Na avaliação da senadora, as subvenções servem tanto para garantir condições de concorrência do produto brasileiro no mercado internacional quanto para compensar a precária infraestrutura para o escoamento da produção agrícola nacional. "Os pequenos, médios e grandes produtores não podem ficar sem essa subvenção porque o próprio País não dá todas as condições adequadas", argumentou.

Outro argumento levantado pela senadora é de que os recursos utilizados nas subvenções são inferiores ao retorno financeiro que eles proporcionam. "É um dinheiro muito precioso e, graças a Deus, a agricultura brasileira tem respondido muito mais do que esses recursos que são aplicados nas safras", disse.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.