Kirchner afirma que FMI ?tem que aprovar? revisão de metas

O presidente Néstor Kirchner disse hoje que o Fundo Monetário Internacional (FMI) "não tem outra (saída) que aprovar" a segunda revisão de metas do acordo assinado com a Argentina em setembro passado. O presidente reiterou que "está tudo cumprido" e que o FMI "tem que aprovar" a revisão. As declarações de Néstor Kirchner foram feitas no final desta manhã, no mesmo dia em que a diretoria do organismo se reunirá para votar o caso argentino, durante solenidade oficial de entrega de subsídios à cooperativas para a construção de moradias. Kirchner também voltou a falar que a Argentina se encontra "no segundo escalão do inferno" mas afirmou que continuará trabalhando para livrar o país desta situação.

Agencia Estado,

22 Março 2004 | 14h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.