finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Kirchner afrouxa controle de preços após vencer eleição

Após ter vencido as eleições de 28 de outubro, que levou a sua mulher, Cristina Kirchner, à Presidência da Argentina, o governo Néstor Kirchner começou a flexibilizar o controle de preços que estava em vigor há mais de um ano, além de deixar de pressionar as empresas para impedir o aumento de tarifas, entre elas as dos planos de saúde e dos combustíveis.Dessa forma, tal como grande parte dos analistas calculavam para o período pós-eleitoral, após a vitória da primeira-dama, a inflação começou uma nova escalada nas últimas semanas. Dados preliminares do governo indicam que a inflação ?oficial? de novembro - elaborada pelo Instituto Nacional de Estatísticas e Censos (Indec), organismo sob férrea intervenção de Kirchner - seria de apenas 0,6%. Economistas independentes, no entanto, indicam que esse índice é fictício e não passa de manipulação do governo. Em média, os economistas calculam que a inflação real de novembro, que será anunciada na primeira semana de dezembro, chegaria a 2,5%. De acordo com as estimativas do governo, a inflação oficial deste ano será inferior a 10%. Mas a inflação real, segundo os economistas, será superior a 20%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.