Kirchner cria programa Compre Nacional

O presidente Néstor Kirchner tomará sua primeira medida em direção ao "capitalismo nacional" enunciado em seu discurso de posse. Kirchner manifestou sua intenção de retomar o programa "compre nacional" que consiste em obrigar as empresas locais ou multinacionais instaladas no país a comprar somente insumos de empresas genuinamente argentinas. Durante uma cerimônia oficial da indústria naval, Néstor Kirchner fez um discurso em favor da construção nacional de navios e disse que "as empresas nacionais e estrangeiras terão de entender que, para trabalhar na Argentina, também terão de comprar na Argentina e há que ajudar a produzir no país". Na Casa Rosada, assessores não souberam precisar se o presidente lançará alguma medida neste sentido, mas confirmaram que a intenção do governo é a de estimular a compra e a produção local. No entanto, um funcionário do Ministério de Economia disse à Agência Estado que o governo prepara um decreto para retomar a idéia do "compre nacional", uma medida que foi utilizada, sem sucesso, em governos anteriores. O mais recente foi o de Fernando de la Rúa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.