Kirchner demite dois diretores do Banco Central

O governo argentino oficializou hoje a demissão de dois diretores do Banco Central, Rafael Iniesta e Ricardo Alberto Ferreiro. O presidente Néstor Kirchner quer que os substitutos sejam homens da sua confiança, segundo fontes da Casa Rosada. Os nomes dos novos diretores ainda não foram divulgados.Iniesta era assessor da secretaria de Finanças e havia sido indicado pelo ministro de Economia, Roberto Lavagna, enquanto Ferreiro era um técnico nomeado pelo ex-presidente do banco e amigo, Aldo Pignanelli.As demissões coincidiram com as polêmicas declarações do presidente do BC, Alfonso Prat Gay, criticando o presidente Kirchner e considerando um "disparate" seu desejo de ter um peso valendo três dólares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.