coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Kirchner e atacadistas fecham acordo para cortar preços

Medida segue acordo firmado com donos de supermercado, que concordaram com redução de 5%

Agências internacionais,

12 de outubro de 2007 | 13h12

Em uma nova tentativa de conter a inflação na Argentina, o governo Néstor Kirchner selou um acordo com atacadistas e donos de armazéns nesta sexta-feira, 12, para reduzir em 7% o preço de vários produtos, informou o El Clarin.  A medida segue uma compromisso semelhante firmado com os donos de supermercado, que concordaram reduzir em 5% seus preços. Kirchner deve apresentar uma lista dos produtos que sofrerão redução na próxima terça-feira, 16.  "Os preços devem estar em acordo com o processo de crescimento", disse o presidente.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.