Kirchner quer aumentar subsídios em 28%

O governo do presidente Néstor Kirchner enviou ao Parlamento projeto de orçamento que prevê aumento de 28% nos subsídios para empresas privadas e estatais como estímulo para impedir altas nos alimentos e compensações pela crise energética. Os analistas vêem na medida uma forma de Kirchner deixar para 2008 um orçamento que permita à sua mulher, Cristina Kirchner, um eventual primeiro ano sem apertos financeiros, caso vença as eleições presidenciais de outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.