Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Klabin sai de prejuízo com melhora na linha financeira

A Klabin, maior fabricante de papéis para embalagens do país, anunciou lucro líquido de 183 milhões de reais no terceiro trimestre, revertendo prejuízo de R$ 256 milhões um ano antes, beneficiada principalmente pela melhora na linha financeira. O resultado operacional também contribuiu para a reversão do resultado final, diante do ligeiro crescimento no volume de vendas e da redução do custo unitário dos produtos. No trimestre, a geração de caixa medida pelo Ebitda totalizou R$ 199 milhões, alta de 28% ante um ano antes.

REUTERS

27 de outubro de 2009 | 12h12

Na linha financeira, a melhora é mais expressiva considerando-se a comparação anual. Entre julho e setembro do ano passado, a Klabin registrou despesa financeira líquida de 451 milhões de reais, ante receita financeira líquida de 174 milhões de reais em igual intervalo de 2009.

O resultado financeiro positivo, que não tem efeito caixa, reflete o impacto da valorização do real ante o dólar na parcela da dívida da empresa que está denominada em moeda estrangeira.

No trimestre, a receita líquida da Klabin, incluindo madeira, somou 750 milhões de reais, com queda de 3 por cento ante o terceiro trimestre de 2008 e alta de 10 por cento na comparação com o intervalo de abril a junho deste ano.

O volume de vendas, sem incluir madeira, alcançou 402 mil toneladas, 4 por cento e 15 por cento superior ao terceiro trimestre de 2008 e ao segundo trimestre deste ano, respectivamente.

Já o custo dos produtos vendidos que teve contribuição importante para a melhora do Ebitda, ficou em 540 milhões de reais, com queda de 8 por cento ante o terceiro trimestre do ano passado e alta de 4 por cento frente ao segundo trimestre.

Produtos

Conforme a Klabin, o volume de vendas de papéis e cartões revestidos subiu 5 por cento na comparação com o terceiro trimestre do ano passado e 23 por cento ante o segundo trimestre, para 243 mil toneladas.

Já o volume de vendido de kraftliner ficou em 108 mil toneladas, alta de 9 por cento e de 29 por cento ante o terceiro trimestre de 2008 e o segundo trimestre, "justificado pelo aquecimento da demanda neste período nos mercados interno e externo".

O volume de vendas de cartões cresceu 1 por cento ante o mesmo período do ano passado e 18 por cento frente ao segundo trimestre, para 135 mil toneladas.

A companhia informou ainda que a expedição de papelão ondulado atingiu 117 mil toneladas no terceiro trimestre, com aumentos de 4 por cento e de 2 por cento ante o terceiro trimestre do ano passado e o segundo trimestre deste ano.

O volume de vendas de sacos industriais do Brasil e Argentina também mostrou expansão, de 5 por cento e 9 por cento nas mesmas comparações, para 34 mil toneladas.

(Por Stella Fontes)

Tudo o que sabemos sobre:
PAPELKLABINRESULTSATUALIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.