KLM ampliará demissões para 4.500 pessoas

A companhia aérea holandesa KLM Royal Dutch Airlines vai demitir 4.500 pessoas, 1.500 funcionários a mais do que o anunciado anteriormente, de acordo com informações do jornal "De Telegraaf". As demissões fazem parte de um plano de reestruturação que deverá ser concluído em dois anos e tem por objetivo gerar uma economia de 650 milhões de euros (US$ 750,36 milhões). Segundo a agência Dow Jones, o porta-voz da companhia não se dispôs a comentar a informação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.