KLM diminui um vôo semanal Amsterdã-São Paulo

A companhia aérea holandesa KLM Royal Dutch Airlines, que voa para o Brasil há 55 anos, promoveu uma reestruturação global em suas operações. No trecho Amsterdã-São Paulo, a empresa passou a operar cinco vôos semanais, contra os seis anteriores, que devem ser retomados a partir de outubro. A KLM é a única companhia aérea do mundo a voar direto entre essas duas cidades.A empresa holandesa ajustará a capacidade de muitos destinos durante o verão de 2003, devido às circunstâncias do mercado. A capacidade de algumas rotas será simplificada, empregando-se aeronaves menores ou reduzindo-se as freqüências dos vôos. Em rotas que tradicionalmente atraem mais passageiros no verão do que no inverno, a KLM aumentará a freqüência e/ou a capacidade.A programação de verão de 2003, que se inicia no dia 30 de março e encerra no dia 25 de outubro, verificará maior freqüência diária nas cidades de Glasgow, Edimburgo, Frankfurt, Munique, Istambul, Atenas, Lisboa, Nice, Roma, Veneza e Bolonha. As freqüências que serão reduzidas incluem: Londres, Cardiff, Humberside, Leeds/Bradford, Stuttgart e Hannover.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.