Kraft fecha a Royal e demite 520 em Jundiaí

A Kraft Food, que comprou a Fleishmann & Royal em todo o mundo há dois anos, decidiu fechar a fábrica de fermentos Royal em Jundiaí e outras linhas de produção em pós, como o Ki-Suco e Q-Refresco. Toda a produção será transferida para Curitiba e os 520 trabalhadores foram comunicados de que serão dispensados gradativamente, até setembro de 2005. Nos últimos anos, Jundiaí perdeu a Ceval, a CICA e a Parmalat Leites, na área alimentícia; mais a Filobel, Fantex e Kanebo, no setor têxtil.De acordo com o Newton Galvão, diretor de assuntos corporativos da Kraft, a decisão foi da matriz nos Estados Unidos. O diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Indústrias da Alimentação de Jundiaí e Região, Marcos Tebon, afirma que esse anúncio caiu como "uma bomba para a categoria". Galvão disse que apenas 10% dos trabalhadores podem ser aproveitados em Curitiba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.