Kraft prevê fechar 2003 com crescimento e 30 novos produtos

A Kraft Foods Brasil, que acaba de inaugurar oficialmente seu complexo fabril em Curitiba, fruto de investimento de US$ 120 milhões, prevê aportar outros R$ 40 milhões até o fim do ano na unidade que opera em Piracicaba (SP). A intenção é dar novo impulso à produção de biscoitos, mercado no qual atua por meio das marcas Club Social e Trakinas. Nos próximos dois meses, a Kraft quer ainda colocar em funcionamento mais uma linha de produção na fábrica de Araguari (MG), para incrementar a manufatura do suco Maguary. O objetivo é aumentar o portfólio e fechar o ano com crescimento tanto em valor quanto volume, afirma o presidente, Gustavo Abelenda. "Nos últimos três anos, temos mantido um avanço da ordem de 10% por exercício fiscal", diz o executivo, sem revelar a projeção atual.De acordo com o presidente da Kraft, até agora a empresa colocou no mercado 70 novos produtos, como o Bis Laranja, o Maguary pronto para beber, o cream cheese Philadelphia, o Sonho de Valsa Branco e o Clight Fibras. Até dezembro, os planos da companhia são de ampliar o portfólio com mais 30 lançamentos.Sem quantificar, Abelenda admitiu, no entanto, que a Kraft descontinuou alguns itens, conforme a estratégia de focar a produção no core business, como os chocolates comercializados sob a marca Lactea, os sucos em pó Tang, os concentrados e prontos para beber Maguary, entre outros.Outro investimento da companhia é a adesão oficial ao Programa Fome Zero. A Kraft comprometeu-se a doar, até 2006, 2 milhões de quilos em produtos, que serão distribuídos em seis Estados brasileiros por meio de bancos de alimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.