Kroetz: suspensão de novas fazendas corrigirá falhas

O secretário de Defesa Agropecuária, Inácio Kroetz, do Ministério da Agricultura, disse hoje que a suspensão de novas inclusões de Estabelecimentos Rurais Aprovados (Eras) no Sistema Brasileiro de Identificação e Certificação de Origem Bovina e Bubalina (Sisbov) na base de dados vai corrigir as falhas apontadas pelas auditorias realizadas pelo próprio ministério e pela missão européia que esteve no Brasil até quinta-feira. Em reunião do Conselho Nacional de Secretários de Estado de Agricultura (Conseagri) ele, detalhou a medida, que vigora a partir de hoje. Só serão incluídas no sistema os Eras das certificadoras que tiverem o serviço auditado e aprovado pelo ministério. Os técnicos dos governos estaduais e federal passarão por um treinamento de reciclagem antes de iniciar as auditorias. Durante a reunião, o presidente do Conseagri e secretário de Agricultura de Minas Gerais, Gilman Viana Rodrigues, pediu que o governo facilite o acesso ao banco de dados do Sisbov. "Quem vai entrar no processo precisa ter acesso aos dados", afirmou Viana Rodrigues. Kroetz disse que será possível somente após o treinamento, que começa no final do mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.