Laboratórios farmacêuticos exigem reajuste

A Associação Brasileira da Indústria Farmacêutica (Abifarma) divulgou nota ontem informando que um possível congelamento nos preços dos remédios para 2001 ainda está em discussão, mas só ocorreria após o reajuste em janeiro. "O governo está tomando providências para que os preços continuem estáveis", disse Serra, reafirmando que a proposta de regulamentação ainda não está definida. O grupo de trabalho criado para apresentar propostas de regulamentação do setor vai reunir-se com representantes de laboratórios na segunda-feira. Criado em agosto, o grupo já deveria ter concluído sua tarefa no mês passado. O deputado Nelson Marchezan (PMDB), que presidiu a CPI dos medicamentos, criticou a redução de impostos no setor sem a regulamentação dos mecanismos de fixação de preços. Para ele, os aumentos só devem ser permitidos se justificados por variações nas planilhas de custos. "A redução de impostos deve ser transferida para o consumidor", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.