Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Lançada hoje Câmara de Arbitragem da Andima

A Câmara de Arbitragem da Andima (CAA), lançada hoje, será destinada à resolução de conflitos entre instituições financeiras e dessas com os clientes, que podem ser investidores que aplicaram dinheiro em fundos ou compraram títulos do banco, fornecedores e investidores que operam por corretoras de valores. O presidente da Associação Nacional das Instituições do Mercado Financeiro (Andima), Edgard da Silva Ramos, disse que a criação da Câmara de Arbitragem vem sendo estudada pela entidade há quatro anos e esta deve entrar em funcionamento no segundo semestre de 2004. A CAA tem um conselho formado por 10 profissionais ligados ao mercado financeiro, como Gustavo Loyola, Roberto Teixeira da Costa, Francisco Gros e Eduardo Guimarães. ObjetivosA Câmara terá cerca de 40 árbitros, dos mais diversos setores do mercado, que serão convocados nos próximos dois meses. Depois de formado o corpo de árbitros, a Andima começará o trabalho de divulgação da CAA. "O processo de convencer as instituições financeiras a aderir ao sistema de arbitragem será grande, pois envolve uma mudança cultural. Mas acreditamos que haverá grande demanda no longo prazo", disse Ramos. Para ele, a Câmara poderá ajudar a resolver os conflitos que chegam hoje ao Banco Central (BC) e à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), desde que as partes envolvidas optem pela arbitragem. "As autarquias não resolvem problemas patrimoniais, que são os que provocam maior discussão no mercado", sustenta Ramos.VantagensAs vantagens da adesão ao sistema de arbitragem são o julgamento dos conflitos por profissionais especializados, um menor tempo para ser decidido o conflito e a redução dos custos em relação aos processos que tramitam pelo Poder Judiciário. De acordo com Ramos, a expectativa é que mesmo os casos complexos sejam solucionados na CAA em até seis meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.