coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Lata de cerveja que gela sozinha chega ao Brasil

Na onda da Copa Coréia-Japão, o Brasil deverá ser o segundo país do mundo a adotar uma invenção coreana: latinhas inteligentes de cerveja e refrigerante, que gelam o produto em 15 segundos sem precisar de geladeira. A lata inventada pelo sul-coreano Suh Woo-Gil é sucesso nesta Copa e funciona com uma serpentina interna de metal, que contém gás refrigerador e é acionada assim que o anel da lata a abre. A temperatura passa de 30º C para 4º C imediatamente.A Ice Tec do Brasil, do empresário João de Almeida Lira, pretende licenciar e ofertar o produto já a partir da próxima semana, quando ao lado de Woo-Gil manterá negociações com fabricantes de embalagens e bebidas. "O invento é um sucesso na Ásia, e o Brasil foi escolhido para ser o segundo país a receber o produto. Temos confiança que a escolha da Ice Tec Incorporation foi acertada", diz Lira, destacando as características do País, onde o consumo de bebidas refrigeradas é grande, especialmente no verão.Woo-Gil levou 16 anos para desenvolver a lata até chegar a um preço e um resultado favoráveis. Por isso, Lira não teme a competição com a lata convencional. "O preço para a produção de cada latinha pode variar entre 8 e 12 centavos de dólar. Uma lata comum custa em média 7 centavos de dólar", diz Lira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.