coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Lavagna se reúne com FMI e Tesouro americano

O ministro da Economia da Argentina, Roberto Lavagna, cumpre agenda hoje e amanhã em Washington, depois de passar o dia de ontem tentando convencer os principais bancos norte-americanos com presença na Argentina a manter suas atividades no país. Lavagna não falou com a imprensa, mas seu porta-voz, Sergio Federoski, disse que o ministro encontrou-se com os presidentes do Citigroup, BankBoston, Bilbao Vizcaya e Santander com o "objetivo de discutir e analisar a atuação daqueles bancos na Argentina, além de pôr os banqueiros a par da marcha de negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI)". A Argentina está tentando a liberação de novos recursos do FMI, principalmente para fazer frente a amortização de US$ 9 bilhões em obrigações externas. O presidente do Citigroup, William Rhodes, disse apenas ao sair do encontro com Lavagna que "houve uma troca positiva de informações", mas não deu maiores detalhes. Em Washington, Lavagna vai se reunir com o secretário do Tesouro norte-americano, Paul O´Neill, e o subsecretário, John Taylor, além da vice-diretora-gerente do FMI, Anne Krueger.Leia o especial

Agencia Estado,

27 de junho de 2002 | 09h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.