LCA prevê IPCA ao redor de 0,80% em março

Apesar de o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo -15 (IPCA-15) ter avançado ligeiramente abaixo do esperado pelo mercado em março, o economista da LCA Étore Sanchez destacou nesta sexta-feira, 21, que houve aceleração na comparação com o resultado do mês anterior, movimento que deve se repetir no fechamento do mês. "A perspectiva é de que o IPCA continue avançando. Ainda que bem pouco, o IPCA-15 acelerou com relação ao IPCA-15 anterior e com relação ao IPCA fechado de fevereiro", ressalta o economista.

BEATRIZ BULLA, Agencia Estado

21 de março de 2014 | 13h17

A previsão é de alta ao redor de 0,80% no resultado do final do IPCA do mês, diz o economista, ressaltando que a projeção ainda não está fechada. Em fevereiro, a alta foi de 0,69% no índice fechado, ante 0,55% em janeiro.

Alimentação e Transportes, os destaques do IPCA-15 de março, devem seguir puxando o resultado no fechamento do mês. "O etanol vem acelerando bastante por conta da perspectiva de problemas na safra, que alavancam o preço do etanol e consequentemente, com uma pequena defasagem, sentiremos também na gasolina", destaca Sanchez, sobre a pressão dos combustíveis no grupo Transportes. No IPCA-15 de março, a variação de Transportes foi de 1,22%, ante -0,09% em fevereiro.

"Sazonalmente o meio do ano tem uma inflação mais baixa, contudo cabe ressaltar que não vai ser tão baixa neste ano em virtude dos grandes eventos", observa o economista. "No final do ano, a aceleração não será tao intensa neste ano. Será aquém do que se observou nos outros anos em virtude do nível de preço já estar majorado no meio do ano", complementa.

Tudo o que sabemos sobre:
IPCA-15IBGEmarçoLCA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.