Leasing movimenta R$ 6,3 bi até agosto

A Associação Brasileira das Empresas de Leasing (Abel) informou que o setor movimentou R$ 6,395 bilhões entre janeiro e agosto, volume 13,3% acima dos R$ 5,644 bilhões registrados no mesmo período do ano passado. Nos oito primeiros meses do ano, foram registrados 245.051 contratos de leasing no País, número 25% inferior ao verificado entre janeiro e agosto de 1999.A Abel afirma que o aumento no valor das operações, apesar do menor número de contratos, é resultado do fechamento de negócios com maior valor agregado por parte das empresas. Isso porque, com a retomada do crescimento da economia, aumentam os investimentos em máquinas, equipamentos e renovação de frotas. Em agosto, os contratos pré-fixados no acumulado até agosto lideraram as operações de leasing, com 90,2% do total, seguidos pela TR, com 0,8%, e outras formas de indexação, com 2,6% do total. O dólar voltou a atrair e respondeu por 6,5% do total de contratos assinados, a maior porcentagem registrada este ano e quase próxima à fração de contratos em dólares assinados até agosto de 1999, de 7%. O aumento, segundo a Abel, deve-se principalmente à atuação das empresas que têm receitas na moeda norte americana.Desempenho positivoOs dados de agosto mostraram desempenho positivo frente a julho. O volume de negócios somou R$ 851,8 milhões, com alta de 17% em relação a julho, quando a carteira totalizava R$ 727,2 milhões. Houve também um aumento no número de contratos, de 13%. Em agosto, foram assinados 26.744 novos contratos, contra 23.713 em julho. As pessoas físicas continuam sendo os principais contratantes de leasing com 34,5% de participação. O índice ainda é inferior ao registrado nos oito primeiros meses de 99, quando o segmento respondeu por 46,2% do volume total negociado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.