Lego vira matéria-prima para obras de arte em Nova York

Artista apresenta mais de uma centena de esculturas de grande porte feitas com as famosas peças de montar

EFE,

19 de junho de 2013 | 15h23

 

NOVA YORK - Um dos brinquedos mais famosos do mundo, o Lego serve de matéria prima para uma exposição de esculturas na Times Square, em Nova York.

A exposição 'Arte dos cubos' ('Art of the Brick'), no museu Discovery,  mostra uma série de mais de cem grandes esculturas feitas com as peças de encaixar do brinquedo pelo artista Nathan Sawaya.

A exposição permanecerá aberta até cinco de janeiro de 2014.Antes mesmo de abrir nesta quarta-feira, nos Estados Unidos, a exposição já está com as vendas de ingressos esgotados em Cingapura, Taiwan e Austrália.

Entre as esculturas que chamam a atenção dos visitantes estão um dinossauto T-Rex de 20 metros de comprimento, uma caveira gigante, versões em lego de quadros do pintor holandês Johannes Vermeer, e esculturas que imitam peças famosas da Polinésia, Egito e Grécia antiga.

O brinquedo Lego surgiu nos anos 30, criado pelo dinamarquês  Ole Kirk Christiansen. É produzido em escala industrial desde 1950. O nome Lego das palavras dinamarquesas 'eg godt', e significa "brincar bem".  

O brinquedo foi produzido no Brasil,entre 1986 e 1998, em uma fábrica na cidade de Manaus. Desde que a fábrica fechou, o produto passou a ser importado. O grupo Lego emprega mais de 10 mil pessoas em 140 países.

Tudo o que sabemos sobre:
Legoesculturas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.