Lehman Brothers vai pagar mais US$ 10,5 bilhões a credores

Esta é segunda distribuição desde a quebra do banco de investimentos; começarão a ser enviados no dia 1º de outubro 

Álvaro Campos, da Agência Estado,

25 de setembro de 2012 | 14h39

NOVA YORK - O Lehman Brothers informou hoje que planeja destinar mais US$ 10,5 bilhões a seus credores, na segunda distribuição desde a quebra do banco de investimentos. Segundo documentos registrados hoje em um tribunal de falências em Nova York, os cheques começarão a ser enviados para os credores no dia 1º de outubro.

Mais cedo este ano, o Lehman pagou US$ 22,5 bilhões aos seus credores. Com a nova distribuição anunciada hoje, o banco pagará cerca de US$ 33 bilhões, quase metade do total que pretende reembolsar aos credores. Os recursos dessa segunda etapa serão destinados para detentores de bônus e outros credores indiretos, além de subsidiárias e afiliadas do Lehman.

O plano de concordata do Lehman inicialmente previa que a recuperação após a liquidação dos ativos da companhia custaria US$ 63,3 bilhões. Posteriormente essa projeção foi revisada para US$ 61,1 bilhões, para refletir mudanças no valor dos ativos do banco. No mês passado, o banco afirmou que pretende juntar US$ 40,5 bilhões até 2015, sem contar os US$ 22,5 bilhões distribuídos aos credores em abril.

O Lehman, que já foi o quarto maior banco de investimento dos EUA, quebrou em 2008. Desde então, um time de especialistas, coordenado pela Alvarez & Marsal Inc, tem gerenciado os ativos da instituição. O banco emergiu da proteção de concordata do Capítulo 11 da Lei de Falências em março deste ano e então começou a pagar seus credores. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Lehman Botherscredores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.