Lei das S.As.: parlamentar propõe acordo

O líder do PPS no Senado, Paulo Hartung (ES), defendeu hoje a aprovação neste semestre da lei das sociedades anônimas, a chamada Lei das S.As., por meio de acordo suprapartidário, que significa a manutenção do texto enviado pela Câmara ao Senado. "O mais importante num momento de turbulências políticas internas e de ameaça de instabilidade econômica por influências externas é estancar a desconfiança dos investidores, mostrando a eles que o Brasil amadureceu e caminha para se consolidar como um modelo de desenvolvimento auto-sustentado, tendo a lei das Sociedades Anônimas como um de seus pilares", afirmou o senador. Hartung ressaltou os avanços que a lei oferecerá, sobretudo quando tenta reduzir os conflitos entre minoritários e controladores e propicia maior independência à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), enquanto órgão regulador e fiscalizador do mercado de capitais. Em seu discurso, o líder do PPS destacou também o fortalecimento do mercado de capitais que, segundo disse, estará se tornando uma realidade com a aprovação de uma nova Lei das S/A. Veja no link abaixo mais detalhes sobre o texto da lei das S.As.

Agencia Estado,

02 de abril de 2001 | 19h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.