Leilão beneficente ofertará 50 obras de arte

A Microsiga Software, empresa especializada no desenvolvimento de sistemas de gestão empresarial, vai promover no dia 17, a partir das 20 horas, em São Paulo, um leilão com 50 obras e objetos de arte, como quadros, gravuras, esculturas, porcelanas, cristais e jóias com pedras preciosas. Todo o lucro do evento será revertido para o Instituto Microsiga, que oferece ensino especializado gratuito a jovens carentes em diversas cidades do País.Segundo o responsável pelo leilão e diretor de Eventos e Compromisso Social da Microsiga, Carlos Eduardo Reinhardt, as principais atrações serão as obras assinadas por artistas nacionais consagrados, como Emiliano Di Cavalcanti, Aldo Bonadei, Burle Marx, Carybé e Mário Gruber, entre outros. "É uma boa oportunidade de adquirir um peça de grande valor artístico por preços bem abaixo dos cobrados pelo mercado", garante.Segundo Reinhardt, os itens serão leiloados com valores entre R$ 500 e R$ 20 mil, mas muitos terão lance inicial totalmente livre. "E os compradores ainda estarão ajudando o Instituto Microsiga, que presta um serviço social de grande importância", complementa.ParceriaReinhardt conta que a entidade foi criada em 1998, com o objetivo de levar o ensino da informática a jovens carentes entre 14 e 18 anos. "É um instituto sem fins lucrativos e que realiza parcerias, nas quais fornecemos equipamentos e professores, enquanto a comunidade disponibiliza um local para as aulas", explica. Atualmente, existem 13 unidades em funcionamento, espalhadas por cidades ao longo de todo o País, incluindo Salvador (BA), Cuiabá (MT), Londrina (PR) e São Paulo (SP).Ao todo, a entidade já formou mais de 6 mil adolescentes nos cursos básicos de Windows, Word, Excel e Internet. De acordo com Reinhardt, a expectativa é de que mais 2 mil alunos sejam formados até o fim do ano.Informações: (0--11) 3981-7128

Agencia Estado,

11 de julho de 2002 | 12h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.