Leilão de energia nova terá 14 térmicas e 5 hidrelétricas

Cinco hidrelétricas e 14 usinastérmicas foram pré-qualificadas para vender energia no leilãode novos empreendimentos do dia 16 de outubro, programado paragarantir o abastecimento energético do país em 2012. Do total de térmicas, apenas uma usará biomassa e a maioriaconta com gás natural para operar, segundo dados divulgadosnesta quinta-feira pela Agência Nacional de Energia Elétrica(Aneel). Ao todo foram qualificados cerca de 9 mil megawatts deum total de 16 mil MW inicialmente habilitados. Em um momento em que o governo acena com a necessidade dese aumentar o parque hídrico do país, cinco usinashidrelétricas vão ofertar cerca de 2.400 megawatts. O potencial instalado foi impulsionado pela participaçãodas usinas de Estreito, no rio Tocantins, entre Maranhão eTocantins, com 1.087 MW, e Foz do Chapecó, no rio Uruguai,entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina, com 855 megawatts. Estão ainda habilitadas para o leilão as hidrelétricasSerra do Facão (212,6 MW), em Goiás; Funil (180 MW), em MinasGerais; e São Domingo (48 MW), em Mato Grosso do Sul. Entre as térmicas, sete dos 14 projetos são baseados em gásnatural, um mercado que a partir do ano que vem começa a seratendido com as importações de Gás Natural Liquefeito (GNL)pela Petrobras . Estão qualificadas Araucária (484,5 MW), noParaná; e Paulínia (492 MW), em São Paulo. No Rio de Janeiro, os projetos habilitados a gás naturalforam a Macaé Merchant (928,6 MW), Paracambi (511,2 MW),Resende (500 MW), Santa Cruz (500 MW) e Termorio (1.036 MW). Apenas uma usina utilizará biomassa, do grupo de açúcar eálcool Equipav, de São Paulo, com capacidade de gerar 50 MW combagaço de cana. As seis demais unidades usarão combustíveis mais poluentescomo carvão, óleo e coque de petróleo. Estão qualificadas asusinas a carvão MPX (700 MW), no Ceará, e Termomaranhão (350MW); a alimentada com óleo combustível Maracanaú(70 MW), noCeará, e Usina Termelétrica de Todos os Santos (66 MW), naBahia. A coque verde de petróleo, um dos combustíveis maispoluidores, concorrem as usinas da Petrobras DistribuidoraSuape I e Suape II, com 350 MW de capacidade instalada cada emPernambuco. Para a compra da energia estão qualificadas 31distribuidoras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.