Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Leilão de Libra ‘foi um sucesso’, diz Mantega

De acordo com ministro da Fazenda, governo está muito satisfeito; para ele, consórcio oficializado nesta segunda-feira é de ‘alto nível’ 

Ricardo Leopoldo, da Agência Estado,

21 de outubro de 2013 | 18h31

SÃO PAULO - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou no fim da tarde desta segunda-feira, 21, que o "governo está muito satisfeito com o leilão de Libra, pois foi um sucesso."

De acordo com ele, o grupo vencedor forma uma parceria público privada de empresas de alto nível.

"São empresas que dominam uma tecnologia sofisticada, porque são 7 mil metros de profundidade para exploração", destacou.

Foi definido, mais cedo, o consórcio vencedor do leilão de Libra, a maior reserva de petróleo do Brasil. A Petrobrás, as chinesas CNOOC e CNPC, a francesa Total e a anglo-holandesa Shell arremataram o campo.

Mantega ponderou que os investimentos relacionados a Libra devem movimentar a partir de agora US$ 180 bilhões pelos próximos 35 anos.

"Teremos de 12 a 15 novas plataformas, com cada uma custando cerca de US$ 1 bilhão", disse.

Esses recursos, diz o ministro, vão movimentar a cadeia produtiva de gás e petróleo, que será um dos principais polos de investimentos no Brasil, especialmente nos próximos dez anos.

Tudo o que sabemos sobre:
pre sal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.