Leilão de títulos cambiais pode pressionar dólar

O dólar abriu o dia em alta de 0,89%, cotado a R$ 1,8120. Hoje o mercado de câmbio deve ser influenciado pelo leilão de dois lotes de títulos cambiais, de R$ 1,55 bilhão cada um. A operação merece todas as atenções já que haverá enxugamento de dólares disponíveis no mercado, em um total de R$ 1,1 bilhão, ou 26,2% em volume financeiro. Há pouco, o dólar estava cotado a R$ 1,8080 na ponta de venda dos negócios.A decisão não chega a ser uma surpresa para os investidores pois, no leilão feito segunda-feira, o enxugamento já tinha alcançado 19%, mas como o lote que vencia era pequeno (600 mil títulos), não houve reflexos nas cotações. Desta vez, o volume de moeda estrangeira que sai do mercado é significativo e terá impacto nos preços. Parte dos especialistas já fala em mudança na tendência que tem sido consistentemente de queda há mais de um mês. Na avaliação dos analistas, a alta, que já começou ontem em reação ao enxugamento que provocará o leilão, deve continuar hoje. Além disso, os investidores continuam apreensivos com o caso da obra superfaturada do fórum trabalhista de São Paulo. Espera-se para o período da tarde, o depoimento do ex-secretário-geral da presidência da República, Eduardo Jorge. Caso as notícias sejam negativas, ou seja, que revelem indícios do envolvimento do presidente Fernando Henrique Cardoso na questão, o mercado pode reagir mal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.