Leilão de usina marca retorno do presidente de Furnas

O leilão da Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira, ocorrido segunda-feira, marcou o retorno de Luiz Paulo Conde à sede de Furnas Centrais Elétricas. Presidente da estatal desde 17 de agosto, ele permaneceu 71 dias afastado - sem ter sido necessário deixar o cargo - por conta de uma delicada operação a que foi submetido. Oficialmente os assessores do presidente de Furnas repassam a informação do seu médico particular, que não permitiu ser identificado: a operação da bexiga foi para a retirada de tumores. A cirurgia demorou 16 horas e foram extraídos três nódulos. Desde que saiu do hospital, segundo seus assessores, ele participou da administração da empresa por vídeo-conferências.Depois da vitória no leilão do consórcio formado pela Construtora Odebrecht e Furnas, Conde gravou uma mensagem de 30 segundos divulgada aos empregados da empresa por meio da internet. Destacou a importância desta vitória. Hoje, pela primeira vez desde o afastamento, ele participou de uma reunião de diretoria na sede da empresa, no bairro de Botafogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.