Leilão extra da ANP para biodiesel movimenta R$ 887 mi

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) concluiu hoje os leilões para a aquisição do biodiesel extra que será adicionado a partir de julho ao diesel. No total foram comercializados 330 milhões de litros, com deságio médio de 4,05%.A negociação movimentou R$ 887 milhões e reuniu 21 empresas produtoras de biodiesel, um recorde em todos os leilões da ANP. No total, 28 empresas estavam aptas a participar. A Brasil Ecodiesel foi a que vendeu o maior volume, um total de 63 milhões de litros. A Petrobras comprou 93% e a Refap ficou com 7%.Os leilões foram necessários porque o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) definiu em portaria no mês passado que o porcentual da mistura de biodiesel, de 2% desde janeiro, passará a 3% em julho.Segundo o superintendente de Abastecimento da ANP, Édson Silva, o volume comercializado nos leilões será suficiente para abastecer o mercado no terceiro trimestre. Dois novos leilões devem ocorrer para suprir o consumo nos últimos três meses do ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.