Lenicov esperava resposta mais contundente do FMI

O ministro argentino de Economia Jorge Remes Lenicov se mostrou decepcionado com a demora do Fundo Monetário Internacional em dar apoio explícito à Argentina. "Acho sinceramente que o FMI deveria ter tido uma resposta mais contundente ao plano econômico", reclamou o ministro. Segundo ele, a situação com o FMI está sendo "o ovo da galinha". "Para nos dar apoio, o FMI no pediu um programa, mas para fazê-lo precisamos de apoio do Fundo", explicou Lenicov, completando que, no meio dessa expectativa, optou por lançar o plano com a flutuação do peso e esperar a resposta do FMI. O ministro disse ainda que o acordo com o Fundo tem que sair o mais rápido possível, porque a Argentina precisa desta ajuda para levar adiante uma política cambial racional e avançar na liberação do "corralito". "É imperioso ter essa ajuda internacional", afirmou. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.