Ed Ferreira / AE
Ed Ferreira / AE

Leonardo Rolim é cotado para Secretaria de Previdência do novo governo

Consultor da Cãmara dos Deputados é considerado 'ótimo nome e de grande qualidade técnica'

Idiana Tomazelli e Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2018 | 13h12

BRASÍLIA- O consultor da Câmara dos Deputados Leonardo Rolim é um dos cotados para assumir a Secretaria de Previdência do novo governo, segundo apurou o Estadão/Broadcast. Outros nomes também estão sendo avaliados pela equipe de transição, mas Rolim é considerado um "ótimo nome" e de grande qualidade técnica. Outra vantagem é que ele, por ser consultor, conhece o funcionamento do Congresso Nacional.

O consultor foi um dos colaboradores da proposta de reforma da Previdência coordenada pelo ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga e pelo economista Paulo Tafner, um dos maiores especialistas no tema do País. A proposta inclui a fixação de idades mínimas de aposentadoria, regra de transição e a criação de um regime de capitalização - medida defendida pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes.

Como mostrou o Broadcast, Tafner se reuniu com a equipe de transição para apresentar os detalhes da reforma projetada por seu grupo e entregar os textos da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) e dos projetos de lei complementar que precisariam ser encaminhados ao Congresso, caso a proposta seja levada adiante. Segundo apurou a reportagem, Rolim estava presente neste encontro.

O conteúdo ainda está sendo analisado pelo grupo que assessora Guedes, mas um integrante da transição informou que muita coisa que está sendo apresentada ao grupo poderá ser incorporada na nova proposta em elaboração. Em paralelo, a equipe já traça uma estratégia para garantir a aprovação da medida no Congresso.

Rolim já foi secretário de Políticas de Previdência Social e é especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.