Lessa atribui lucro do BNDES à redução dos juros

O Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) teve lucro de R$1,4 bilhão no primeiro semestre de 2004, o que fez com que seu patrimônio líquido crescesse para R$14,4 bilhões. Para o presidente da instituição, Carlos Lessa, o BNDES vai continuar tendo bons lucros nos próximos dois anos, graças ao trabalho que vem sendo desenvolvido com ações como a redução da taxa de juros. "Nesse semestre tivemos o maior lucro bancário do país. Tivemos mais lucro do que qualquer outro banco brasileiro", afirmou na noite de sexta-feira. Lessa disse ainda que o Banco tinha um orçamento de apenas R$ 33 bilhões em 2003. "Executamos esse orçamento, apesar de muitos articulistas terem dito que não conseguiríamos executá-lo. E votamos para aprovar um orçamento de R$ 48,7 bilhões (para 2004). Isso faz com que o BNDES seja muito maior do que Banco Interamericano de Desenvolvimento". Para o próximo ano, já está aprovado um orçamento de R$ 60,8 bilhões. "Se for mantida mais ou menos essa paridade cambial, isso nos fará superar o Banco Mundial. Nos dois anos de governo Lula, teremos dobrado o orçamento de aplicações do BNDES?, disse o presidente, que acredita que o banco é um poderoso instrumento do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.