Lessa nega ter recebido advertência de Lula

O presidente do BNDES, Carlos Lessa, negou hoje ter recebido uma advertência do presidente do Lula pelas divergências entre ele o ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan. Na semana passada, em Nova York, o presidente disse que o banco está subordinado ao ministério. "Minha relação com o presidente é de alguém que foi escolhido por ele e procura seguir as orientações", afirmou. "Sou presidente do banco há um ano e meio e a imprensa já me demitiu por boatos mais de 60 vezes". Sobre Furlan, Lessa disse que mantém uma relação "normal". Hoje, os dois se encontraram pela primeira vez depois das declarações de Lula. "Ele é ministro e presidente do conselho. Eu sou vice-presidente, trabalhamos juntos em uma relação normal", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.