Levi´s fecha suas 2 últimas fábricas nos EUA

A Levi Strauss & Co, uma das mais tradicionais fabricantes de calças jeans e conhecidos no mundo todo como um dos símbolos norte-americanos, fechou esta semana as portas de suas duas últimas fábricas nos Estados Unidos. De acordo com o site da CNN (em espanhol), cerca de 800 funcionários das unidades de San Antonio (Califórnia), que funcionavam há 26 anos, perderam seus empregos. A companhia, cuja sede fica em San Francisco, vem transferindo a sua produção a empresas estrangeiras para compensar a queda das vendas no competitivo mercado de roupas. "Há apenas duas décadas, a Levi Strauss tinha 63 fábricas nos Estados Unidos", lembra a CNN. O porta-voz da empresa, Jeff Beckman, informou que a companhia de 150 anos tomou uma inevitável decisão de negócios. "Tentamos fazer o possível para manter as fábricas nos Estados Unidos, mas precisamos ser competitivos para sobreviver como empresa", explicou. Nos próximos meses, a Levi´s fechará as três fábricas que restam no Canadá.Com isso, a empresa vai completar a mudança de sua produção para a China e outros países, entre eles latino-americanos, onde a mão-de-obra é mais barata. Ainda segundo a CNN, a Levi Strauss suportou sete anos consecutivos de vendas minguantes, depois de atingir um recorde de receita de US$ 7 bilhões em 1996.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.