Levy anuncia que decisão sobre acordo sai após visita do FMI

Uma missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) vai chegar ao Brasil no início da semana que vem e, no fim dessa visita, o governo decidirá se vai negociar um novo acordo com o Fundo, disse hoje o secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy, em entrevista exclusiva à Agência Estado. Segundo o secretário, que é o principal interlocutor do governo com o Fundo, ainda "não está decidido" se o Brasil vai solicitar um novo pacote de ajuda do FMI. "Ao final da missão, a gente deve decidir se vai ter acordo com o FMI ou não", disse Levy. "Se decidirmos que vai ter, aí vai uma missão brasileira para negociar."O secretário disse que até agora as conversas com o Fundo ficaram centradas nas perspectivas do balanço de pagamentos e na necessidade do País de ter um novo acordo com o FMI. O valor de um eventual pacote, segundo ele, ainda não foi discutido. "Literalmente, não há número na mesa." Levy disse que a simultaneidade de sua última visita ao Fundo com a captação externa do Brasil "foi um fato que mostra para onde a gente está indo". Para o secretário, o resultado da captação de US$ 1,5 bilhão mostrou "o apetite do mercado e a confiança que está voltando por causa de todas as questões fiscais".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.