Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Levy espera queda da relação entre a dívida e o PIB

O secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy, previu hoje que a relação dívida do setor público e o Produto Interno Bruto (PIB) deve fechar 2004 em queda pelo segundo ano consecutivo. Segundo o secretário, a queda pode chegar a três pontos porcentuais ou "até mais". De acordo com os últimos dados do Banco Central, a dívida pública em outubro representava 53,7% do PIB. Em dezembro do ano passado, a dívida era de 58,7% do PIB. "Pelo cálculo mais convencional, que os outros países fazem, a diminuição da dívida do final de 2002 para agora é de mais de 10 pontos porcentuais", disse o secretário.Segundo ele, esse movimento de queda "é muito significante e dá uma idéia do alcance que podemos ter nos próximos três anos". "A importância disso é que o Brasil vai poder funcionar com maiores margens", afirmou. Com a queda da dívida pública, disse ele, as empresas brasileiras já estão podendo se financiar no exterior com custos menores", afirmou.

Agencia Estado,

10 de dezembro de 2004 | 12h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.