Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

LG dispensa 170 na fábrica de Taubaté

Pouco mais de um mês depois de ter demitido 200 trabalhadores e dado férias coletivas para outros 800 do setor de celulares, a LG Eletronics, de Taubaté, anunciou ontem a demissão de mais 170 operários, alegando que seu estoque continua elevado. Dos demitidos, 140 são da área de celulares e os demais são dos setores de monitores e logística. A empresa informou que o motivo dos cortes foi a "reestruturação da linha de produção". Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, a empresa ainda teria 900 mil celulares em estoque. / JOÃO CARLOS DE FARIA, ESPECIAL PARA O ESTADO

O Estado de S.Paulo

22 de outubro de 2011 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.