Líder chinês oferece ''uma mão'' à Europa

Enquanto as ruas de Atenas ardiam ontem e manifestantes acusavam França e Alemanha pelos cortes, a cúpula do governo da China fez questão de aproveitar sua turnê pela Europa para anunciar que estava disposta a oferecer "uma mão" para países da UE em dificuldade por conta da crise da dívida. Ontem, o primeiro-ministro Wen Jiabao deixou claro ao visitar a Alemanha que seu país poderia usar seu fundo trilionário para comprar mais papéis da dívida da UE.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.