Líderes da UE ordenam novo empréstimo à Grécia

Os líderes da União Europeia ordenaram a "liberação até o início de julho" do novo pacote de socorro para a Grécia e prometeram fazer "o que for necessário" para manter a estabilidade cambial, de acordo com um esboço da declaração da cúpula do grupo realizada hoje.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

23 de junho de 2011 | 18h26

"Os chefes de Estado e de governo da zona do euro pediram aos ministros das Finanças para completarem o trabalho sobre esses elementos para permitir a implementação até o início de julho", destacou o documento, fazendo referência a um "financiamento adicional", após o empréstimo de ? 110 bilhões concedido no ano passado à Grécia.

A declaração, vista pela agência de notícias AFP e que ainda pode ser alterada durante conversações na noite de hoje, afirma que um segundo resgate, que pode alcançar ? 100 bilhões, será baseado numa combinação de dinheiro "público" ou de contribuintes, e "fontes privadas".

Segundo o documento, o projeto final de um resgate exigido pelo FMI e seu preocupado parceiro internacional, os Estados Unidos, também deve permitir "o desembolso a tempo de atender às necessidades de financiamento da Grécia em julho".

A declaração pode ser considerada como uma referência à quinta parcela ? 12 bilhões do empréstimo recebido pela Grécia no ano passado, que os ministros das Finanças da zona do euro se recusaram a concordar em entregar nas negociações desta semana, optando por aguardar o resultado da votação no parlamento grego sobre as novas medidas de austeridade, que será realizada na próxima terça-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
acordoausteridadeGréciaUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.