Líderes europeus aprovam Mario Draghi para presidência do BCE

Nomeação do italiano, de 63 anos, foi aprovada após o membro do conselho do BCE, o Lorenzo Bini Smaghi, garantir que deixará seu assento no conselho

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

24 de junho de 2011 | 08h36

Os líderes europeus aprovaram o italiano Mario Draghi para a presidência do Banco Central Europeu (BCE), em substituição a Jean-Claude Trichet que deixa a instituição no final deste ano. Trichet esteve no comando do BCE desde 2003.

A nomeação de Draghi, de 63 anos, foi aprovada após o membro do conselho do BCE, o italiano Lorenzo Bini Smaghi, garantir que deixará seu assento no conselho. Smaghi disse ao presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, e ao presidente da França, Nicolas Sarkozy, que uma solução para o impasse, com a participação do governo italiano, será atingida. Paris quer garantias de que o conselho de governadores do BCE tenha apenas um italiano e que o atual assento ocupado por Smaghi seja cedido para um francês, após Draghi assumir a presidência da instituição. Atualmente, a França não possui um representante no conselho de governadores do BCE.

Draghi precisa agora ser formalmente aprovado pelos ministros das finanças da zona do euro em julho. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Mario DraghiBCEBanco Central Europeu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.