Líderes gregos adiam decisão final sobre cortes de gastos

Líderes dos três partidos do novo governo da Grécia se encontrarão na semana que vem para elaborar cortes de austeridade no valor de 11,7 bilhões de euros exigidos por credores internacionais, afirmou nesta quarta-feira o líder do partido Socialista, Evangelos Venizelos.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h29

A decisão de convocar uma nova reunião sugere que os três lideres ainda precisavam fechar um acordo sobre os controversos cortes em negociações realizadas nesta quarta-feira.

O governo conservador está sob pressão para identificar as cortes de gastos para 2013 e 2014 antes da visita de inspetores dos credores internacionais na semana que vem.

Mas uma decisão final só deve ser alcançada depois de muita barganha entre os líderes dos três partidos, uma vez que cada um deles busca evitar aparentar ser a favor de cortes que podem provocar mais sofrimento aos eleitores.

(Reportagem de Lefteris Papadimas)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROGRECIACORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.