Light aprova adesão ao programa de capitalização do BNDES

A Light acaba de anunciar que seu conselho de administração aprovou hoje a adesão da companhia ao programa de capitalização das distribuidoras de energia, coordenado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O plano contempla o apoio financeiro do BNDES, que se dará por meio da subscrição de debêntures ? títulos da empresa ? conversíveis em ações em valor equivalente a até 50% do endividamento de curto prazo. Em fato relevante, a Light diz que as condições para o enquadramento no programa são: apresentação de protocolo de intenções celebrado entre a companhia e os bancos credores, contemplando a renegociação de, no mínimo, 30% dos seus créditos de curto prazo; compromisso do acionista controlador de promover a capitalização dos créditos que detém contra a companhia; adoção de padrões mínimos de regras de governança corporativa, no prazo de 12 meses a partir do apoio do programa; e a listagem das ações no nível 2 ou no Novo Mercado da Bovespa no prazo de até 42 meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.