coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Light: conta dará desconto na compra de produtos

A Light, a Ponto Frio e a Multibrás (das marcas de eletrodomésticos Brastemp e Consul) anunciaram hoje uma parceria para, a partir de julho, oferecer nas contas de energia da Light descontos para a compra de produtos. O primeiro tipo de produto a ter desconto, de cerca de 15% e já em julho, deve ser aparelho de ar condicionado, um dos eletrodomésticos que mais gastam energia. A oferta será válida só para os clientes que pagam em dia, que são cerca de 700 mil e que estarão enquadrados na promoção, que tem o nome de Clube Light. Os produtos que participarem da promoção precisam ter selo de eficiência energética do Procel. "Este não é um programa de aumento de energia. É um programa de relacionamento", disse o superintendente de marketing da Light, Paulo Renato Marques. "Já conversamos com a nossa agência reguladora. Não existe autorização formal da Aneel porque não existe necessidade de ter uma autorização formal. Temos consciência de que não estamos incentivando o aumento do consumo de energia", afirmou. De acordo com ele, ao longo deste mês a Light deve fechar acordos com parceiros de outros setores para oferecer descontos também em alimentos e remédios, além de eletrodomésticos. "Com esse Clube, a Light reconhece seus bons clientes. Isso é muito importante. É uma base do marketing", disse o diretor comercial da empresa, Claude Monméjean. Com o programa, a Light espera reduzir sua inadimplência, que está hoje em torno de 10% para 8% ou 9%, segundo Monméjean. O faturamento da Light no ano passado foi de R$ 3,9 bilhões. "Não podemos impedir que as pessoas que querem comprem ar condicionado, mas podemos estimular que quando elas comprem, comprem um mais eficiente porque nos interessa que o cliente possa pagar o que consome e não que consuma mais do que pode pagar, se não ele vai para a fraude", disse Monméjean. A rede de lojas Ponto Frio, tem 350 lojas no Brasil, sendo 80 na área de concessão da Light no Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.