Light inicia programa contra furto de energia

A Light, distribuidora de energia elétrica da região metropolitana do Rio de Janeiro, iniciará na próxima sexta-feira um programa contra o furto de energia. Segundo o diretor comercial da empresa, que é controlada pela francesa EDF, Claude Monméjean, o furto representa perdas anuais de R$ 900 milhões para a distribuidora. "A situação é insustentável", disse.Ele afirmou que o problema é cultural e estaria ocorrendo principalmente junto aos consumidores de classe média e em instalações comerciais e industriais. As perdas com consumidores de baixa renda em ligações clandestinas "preocupam menos", disse o executivo.O programa será lançado inicialmente em três municípios da Baixada Fluminense, onde quase metade da energia fornecida é furtada. A meta da empresa é reduzir essa perda de 47%% para 35%, até dezembro deste ano. Segundo o executivo, a empresa será mais rigorosa no corte de fornecimento de energia, que deverá ocorrer em prazo de 24 a 72 horas quando for constatado o problema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.