Light pede ajuda da controladora para pagar dívida

A distribuidora de energia Light, que atende parte do Estado do Rio, teve de recorrer mais uma vez à controladora, a estatal francesa EDF, desta vez para honrar dívidas com instituições financeiras que venceram no dia 15. A empresa anunciou hoje que obteve um empréstimo de ? 110 milhões da controladora, que teriam sido utilizados, segundo analistas, para o cumprimento das obrigações vencidas no fim da semana passada. A Light não quis dar maiores detalhes sobre o empréstimo.Em fato relevante enviado à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), disse apenas que o financiamento vence "inicialmente" no dia 15 de maio e tem juros de 9,263% ao ano. No mesmo comunicado, a distribuidora informa que prorrogou o prazo de pagamento de outro empréstimo com a controladora, de ? 205 milhões.Ao contrário da norte-americana AES, que deixou de colocar dinheiro na controlada Eletropaulo, a EDF vem segurando a Light há algum tempo e já emprestou algo em torno de US$ 2 bilhões na distribuidora. As duas multinacionais foram sócias nas duas distribuidoras brasileiras. Compraram primeiro a Light, em 1996, e depois, a distribuidora carioca comprou a Eletropaulo. Em 2001 fizeram um descruzamento de ações, passando cada uma a controlar uma empresa. A Light vem sofrendo com uma alta dívida, que cresceu devido à desvalorização do real.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.